11 de jun de 2017

Não sei quem olha por trás do olhar. Ou o que diz esse olhar. Quando vejo, é através. Nada pousa no vazio que sobrou.

Nenhum comentário:

Amor e confiança

E foi que depois de tempos de tempestade combinaram, ela e o vento, que não haveria sequer brisa em seu jardim. Selaram pacto. Houve orvalho...